Você está aqui

condenado

Ciro Gomes é condenado por chamar vereador de “capitãozinho do mato”

Enviado por PerfeitoLouvor em seg, 25/02/2019 - 09:35

O candidato derrotado à Presidência pelo PDT, Ciro Gomes, foi condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo a pagar uma indenização de R$ 38 mil ao vereador de São Paulo Fernando Holiday (DEM), por tê-lo chamado de “capitãozinho do mato” durante uma entrevista.

“Imagina, esse Fernando Holiday aqui. O capitãozinho do mato, porque é a pior coisa que tem é um negro que é usado pelo preconceito para estigmatizar, que era o capitão do mato do passado”, declarou Ciro Gomes em entrevista à Rádio Jovem Pan em junho de 2018.

Deputado condenado pela Lava Jato se aposenta com R$ 28 mil

Enviado por PerfeitoLouvor em qua, 20/02/2019 - 09:58

A Câmara dos Deputados concedeu a aposentadoria ao ex-deputado Nelson Meurer, 76 anos, que foi o primeiro parlamentar a ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal na Operação Lava Jato, informa a revista Crusoé.

Sem reeleição, o ex-deputado entrou com o pedido de aposentadoria e passará a receber mensalmente o valor de R$ 28 mil.

Além de Meurer, outros cinco deputados conseguiram se aposentar: Jaime Martins Filho (PSD), Luiz Carlos Ramos (Podemos), Raimundo Gomes Matos (PSDB), Ronaldo Benedet (MDB) e Paulo Feijó (PR).

Pastor que desviou fundos de igreja e fugiu durante julgamento se entrega à Polícia

Enviado por PerfeitoLouvor em sex, 31/07/2015 - 10:14

Um pastor que era acusado e foi condenado por roubar o equivalente a R$ 123 mil resolveu se entregar às autoridades. Ele desviava valores de casamentos e funerais.

O caso foi registrado em Darton, no distrito de Barnsley, na Inglaterra. Simon Reynolds, 50 anos, liderava a All Saints Church quando desviou os valores pagos por famílias que usaram o templo para a realização de 32 casamentos e 23 funerais.

Pastor é condenado a 27 anos de prisão por abusar sexualmente de uma criança

Enviado por joilson em qua, 20/06/2012 - 11:46

Na última segunda-feira, 08, em Brasília, um pastor evangélico foi condenado por abusar sexualmente de uma criança de 8 anos de idade. O juiz da 3ª Vara Criminal de Brasília sentenciou a pena de 27 anos, sete meses e quinze dias ao religioso.